Menu

CONFIRAM AS PRÓXIMAS PROGRAMAÇÕES DE NOSSA CONGREGAÇÃO, VISUALIZANDO A AGENDA NO FINAL DA PAGINA

Curta nossa página no Facebook

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

A justiça se revela no evangelho

“Visto que a justiça de Deus se revela no evangelho, de fé em fé, como está escrito: O justo viverá por fé”Rm 1.17
A mensagem do evangelho proclama Cristo, e este crucificado. A cruz é o centro do evangelho. A morte substitutiva de Cristo é o eixo de toda a revelação bíblica. Cristo não foi à cruz porque sucumbiu ao poder religioso e político de sua época. Ele não foi à cruz como o mártir de uma causa. Ele não foi à cruz para possibilitar a nossa salvação, mas para consumar a nossa salvação. Ele morreu em nosso lugar. Ele morreu pela sua igreja, pelas suas ovelhas, pela sua noiva.
Sua morte foi vicária, pois levou sobre si, no madeiro, todos os nossos pecados. Ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades. O castigo que nos traz a paz estava sobre ele e pelas suas pisaduras nós somos sarados. Na cruz, Deus satisfaz plenamente sua justiça e toda a sua lei foi cumprida. Cristo morreu pelos nossos pecados. Ele pagou a nossa dívida.
Todos aqueles que nele creem estão quites com a lei de Deus e com a justiça de Deus. Todos aqueles que nele creem estão justificados. Já não pesa nenhuma condenação sobre eles, pois a justiça de Deus é colocada na conta deles. A cruz é a máxima demonstração do amor de Deus pelos pecadores e a máxima manifestação da justiça de Deus punindo nossos pecados. Na cruz de Cristo a justiça e a paz se beijaram.
Referência para leitura: Romanos 3.21-31

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

O EVANGELHO NÃO É CRIDO POR TODOS

“...nem todos obedeceram ao evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem acreditou na nossa pregação?” Rm 10.16
O evangelho é pregado em todo o mundo, mas não crido por todo o mundo. O evangelho faz um chamado a todos, mas só os escolhidos atendem à voz do evangelho. Há dois chamados: um externo e outro interno; um endereçado aos ouvidos, outro endereçado ao coração. As ovelhas de Cristo ouvem sua voz e a obedecem, mas aqueles que não são ovelhas, ouvem-na, mas não obedecem. Há aqueles que escutam o evangelho e o rejeitam; outros ouvem-no e se rendem.
O evangelho é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê e só daqueles que creem. A palavra de Deus é espada de dois gumes: produz salvação para os que a ouvem e juízo para aqueles que a rejeitam. Nós somos para com Deus o bom perfume de Cristo, tanto nos que são salvos como nos que perecem. Para uns, cheiro de vida para a vida, para outros, cheiro de morte para a morte. Aqueles que creem são salvos, mas os que não creem já estão condenados.
Só há duas categorias de pessoas no mundo: aquelas que ouvem e obedecem e são salvas e aquelas que ouvem e não obedecem e são condenadas. O evangelho alcança a todos sem acepção, mas não a todos sem exceção. A fé não é de todos. A salvação não é recebida por todos. O evangelho, embora pregado a todos, não salva a todos, pois a salvação é dada apenas aos que creem.
Referência para leitura: Romanos 10.16-21

terça-feira, 23 de agosto de 2016

O evangelho em todo o mundo

“E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações...”Mt 24.14
O evangelho do reino não é para ser retido, mas proclamado. E proclamado por todo o mundo. Cristo morreu para comprar com o seu sangue aqueles que procedem de toda tribo, língua, povo e nação. E aqueles por quem Cristo morreu devem ser chamados e chamados pela pregação do evangelho. É claro que isso não implica que todas as pessoas ouvirão, mas significa que todas as etnias da terra ouvirão o evangelho.
Para que o evangelho seja pregado em todo o mundo é mister que toda a igreja esteja comprometida com essa proclamação. Todo aquele que foi transformado pela graça, torna-se um embaixador da graça. Todo aquele que foi chamado eficazmente pelo evangelho, é enviado a pregar o evangelho. Devemos usar todos os meios legítimos para dar celeridade e amplitude à mensagem do evangelho. O mundo precisa do evangelho. O homem não pode ser salvo à parte do evangelho.
Não temos outra mensagem a proclamar ao mundo senão o evangelho. Não o evangelho da prosperidade. Não o evangelho forjado no laboratório do enganoso coração humano, mas o evangelho do reino, que apresenta Jesus como o Rei dos reis. O evangelho que aponta para Jesus, o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Não cale sua voz. Pregue este evangelho aqui, ali e além fronteiras!
Referência para leitura: Mateus 24.1-14

Você também pode gostar!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Minha lista de blogs