Menu

CONFIRAM AS PRÓXIMAS PROGRAMAÇÕES DE NOSSA CONGREGAÇÃO, VISUALIZANDO A AGENDA NO FINAL DA PAGINA

quarta-feira, 29 de março de 2017

Perseverança até o fim


“Aquele que perseverar até o fim será salvo”. (Mateus 10.22)

Depois de dar aos doze discípulos autoridade para expulsar espíritos imundos e curar doenças (v. 1) e antes de enviá-los (v. 5), Jesus deixou algumas instruções e os alertou que seriam odiados por causa Dele, mas que, se perseverassem até o fim, seriam salvos. Em momento nenhum o nosso Senhor disse que a caminhada seria fácil, que não sofreriam perseguições, pelo contrário, os orientou sobre como agir diante dessas situações.

Se analisarmos as Escrituras, encontraremos vários exemplos de pessoas que perseveraram em servir e ser fiéis ao Senhor, mesmo diante de circunstâncias contrárias. Do Antigo Testamento, posso citar Sadraque, Mesaque e Abede-Nego, que, diante do decreto de adoração à imagem de ouro que o rei Nabucodonosor havia erguido, decidiram não adorar a outro deus (Daniel 3.12), senão o Deus Verdadeiro, mesmo sabendo que seriam atirados numa fornalha em chamas (v. 15). Eles perseveraram na fidelidade ao Senhor dos senhores e foram salvos, de maneira extraordinária, por Aquele que, de acordo com Nabucodonosor, se parecia “com um filho dos deuses” (v. 25), ou seja, o Filho do Deus Altíssimo (v. 21-28), o Salvador (Lucas 2.11). Se alguma situação tentar você ao ponto de querer desistir da caminhada com Jesus, lembre que, se for perseverante até o fim, será salvo (a).

Fonte:http://www.lagoinha.com/

terça-feira, 28 de março de 2017

Não há nada escondido que não venha a ser revelado


“Não há nada escondido que não venha a ser revelado, nem oculto que não venha a se tornar conhecido”. (Mateus 10.26)

Podemos esconder nossos pensamentos, sentimentos, desejos e atitudes das pessoas, e até de nós mesmos, mas de Deus nada fica escondido. Ele tem uma visão ilimitada. Além de onipotente (Jó 42.2), Ele é onipresente e onisciente, ou seja, está em todos os lugares (Salmos 33.13,14) e tem conhecimento total de tudo (1 João 3.20). No dia do julgamento, não haverá surpresas para Deus, mas talvez haja muitas para nós. Tudo que está oculto para nós e em nós será revelado, tanto as coisas ruins quanto as boas.

Mas, antes mesmo desse dia chegar, podemos pedir ao Espírito Santo para lançar luz sobre o que está escondido na escuridão da nossa alma e nos revelar o que precisa ser mudado ou renunciado. Porque “o Espírito sonda todas as coisas, até mesmo as coisas mais profundas de Deus” (1 Coríntios 2.10), e Ele pode nos direcionar quanto às áreas da nossa vida que precisam ser mudadas ou transformadas e, também, sobre o que podemos continuar fazendo pois tem agradado ao Senhor.

Fonte:http://www.lagoinha.com/

segunda-feira, 27 de março de 2017

Não tenha medo


“Não tenham medo; vocês valem mais do que muitos pardais!”. (Mateus 10.31)

O pardal é um pássaro pequeno. Era tido como insignificante naquela época, de pequeno valor, tanto que, com uma moedinha, era possível comprar dois (Mateus 10.29). Ainda assim, Deus se preocupava com eles (v. 29). A Palavra diz que valemos “mais do que muitos pardais”, ou seja, se o Senhor tem o controle da vida deles, quanto mais da nossa, seres criados à Sua imagem e semelhança! Até os cabelos da nossa cabeça são todos contados (v. 30). Por isso não precisamos ter medo.

Deus sonda o nosso coração e sabe de todas as nossas necessidades. Ele é o nosso Pai, conhece o nosso interior melhor que nós mesmos. Ele se importa com as aves (Lucas 12.24) e com os lírios do campo (Mateus 6.28) mas, também, e ainda mais, com seus filhos. Por isso podemos descansar na certeza de que Ele tem o controle de tudo na nossa vida e nos libertar do medo diante de circunstâncias adversas.

Fonte:http://www.lagoinha.com

domingo, 26 de março de 2017

Nossa Completa Dependência de Deus Para o Bem

Alguém pode pensar que é independente de Deus para que possa fazer o que é bom e aprovado.
Todavia, esta questão de fazer o bem inclui também o estado de nossa alma, a condição espiritual com que o praticamos.
Então é fácil concluir juntamente com o apóstolo Paulo que tudo o que é feito aparte da fé que conduz à comunhão com Cristo, é pecado (Rom 14.23).
Os crentes sabem muito bem qual é a diferença que há em suas vidas quando estão cheios do Espírito Santo, bem como quando estão vazios.
Não podemos, de modo algum, fazer o bem de modo aprovado, como Deus o requer de nós, se não estivermos de fato com os nossos corações purificados e cheios do amor, da paz e da alegria de Deus, e sendo movidos pelo Espírito Santo em nossas ações e atitudes.
Para o mundo, boas ações podem ser consideradas como sendo um bem quando falta o que acabamos de citar no parágrafo anterior, mas não para Deus, que é o verdadeiro aferidor do tipo de amor e de bondade que deve existir em nós.
Spurgeon, muito nos ajuda no aprofundamento do conhecimento desta verdade, na citação a seguir que extraímos de um dos seus sermões: