Menu

CONFIRAM AS PRÓXIMAS PROGRAMAÇÕES DE NOSSA CONGREGAÇÃO, VISUALIZANDO A AGENDA NO FINAL DA PAGINA

sexta-feira, 21 de março de 2014

Sermos e Fazermos o que Quisermos

Este é o aparente tipo de liberdade que nos é oferecida pelo príncipe deste mundo, Satanás, o diabo, João 14.30; 16.11; Ef 2.1,2).

Dizemos liberdade aparente, porque ao seguirmos a inclinação da nossa natureza decaída no pecado, fazemos a vontade dele e não a de Deus para as nossas vidas. Daí nosso Senhor Jesus Cristo ter afirmado o seguinte:
“Qual a razão por que não compreendeis a minha linguagem? É porque sois incapazes de ouvir a minha palavra.

Vós sois do diabo, que é vosso pai, e quereis satisfazer-lhe os desejos. Ele foi homicida desde o princípio e jamais se firmou na verdade, porque nele não há verdade.” (Jo 8.43,44).

Condição esta, que é confirmada nas palavras do apóstolo João:
“Sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno.” (I João 5.19)

Quem são estes que são de Deus, aos quais se refere o apóstolo?

Aqueles que também se encontravam sob o governo do diabo, tendo suas vontades dominadas por ele, por consentimento e com prazer, e que por fim, buscaram a libertação de tal governo em Jesus Cristo. Aqueles nos quais se cumpriu o propósito da vinda de Jesus a este mundo, conforme expressado por ele nas seguintes palavras que dirigiu ao apóstolo Paulo:
“para lhes abrires os olhos e os converteres das trevas para a luz e da potestade de Satanás para Deus, a fim de que recebam eles remissão de pecados e herança entre os que são santificados pela fé em mim.” (Atos 26.18).


Desta forma, vemos que a condição de ser escravo do diabo é por consentimento direto ou indireto, consciente ou inconsciente, da nossa própria vontade, porque tudo o que ele faz é ampliar e estimular o pecado que habita em nossa natureza.

É portanto, somente pelo poder da graça de Jesus, o qual vence o pecado, que podemos nos livrar de jugo tão terrível, e que ao mesmo tempo parece tão agradável à nossa carne.

Tudo o que vem ocorrendo no mundo com o aumento significativo da iniquidade em todas as áreas do comportamento humano tem sido realmente incentivado, por inspiração satânica, por aqueles que controlam a mídia, a ONU, os poderes políticos e todos os agentes formadores de opinião deste mundo, mas isto sucede porque simplesmente estão dando às pessoas o que elas querem, a saber: sacudir o jugo da obediência que é devida a Deus e aos seus mandamentos, por uma pretensa liberdade que está conduzindo a humanidade como um todo, ao grande caos intentado pelo diabo desde o princípio da criação.

Não admira que ele seja um deus conveniente para muitos, porque afinal tudo permite aos seus súditos, com vistas a produzir o resultado maligno que é segundo a sua vontade, e não segundo a que é de Deus.

Ora, o aparecimento do iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais, e prodígios da mentira, e com todo engano de injustiça aos que perecem, porque não acolheram o amor da verdade para serem salvos. É por este motivo, pois, que Deus lhes manda a operação do erro, para darem crédito à mentira, a fim de serem julgados todos quantos não deram crédito à verdade; antes, pelo contrário, deleitaram-se com a injustiça. – 2 Tessalonicenses 2:9-12

Fonte:http://estudos.gospelmais.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário