Menu

CONFIRAM AS PRÓXIMAS PROGRAMAÇÕES DE NOSSA CONGREGAÇÃO, VISUALIZANDO A AGENDA NO FINAL DA PAGINA

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Mantendo a Paz no Meio do Conflito

Nosso Senhor Jesus Cristo ordena expressamente a todos aqueles que são seus discípulos (cristãos) a não resistirem aos perversos (Mt 5.39), e especialmente se estes se acharem investidos de poder legal sobre nós, como autoridades constituídas, e sobre isto somos instruídos pelo apóstolo Pedro com as seguintes palavras:

“ Amados, exorto-vos, como peregrinos e forasteiros que sois, a vos absterdes das paixões carnais, que fazem guerra contra a alma, mantendo exemplar o vosso procedimento no meio dos gentios, para que, naquilo que falam contra vós outros como de malfeitores, observando-vos em vossas boas obras, glorifiquem a Deus no dia da visitação. Sujeitai-vos a toda instituição humana por causa do Senhor, quer seja ao rei, como soberano, quer às autoridades, como enviadas por ele, tanto para castigo dos malfeitores como para louvor dos que praticam o bem. Porque assim é a vontade de Deus, que, pela prática do bem, façais emudecer a ignorância dos insensatos; como livres que sois, não usando, todavia, a liberdade por pretexto da malícia, mas vivendo como servos de Deus. Tratai todos com honra, amai os irmãos, temei a Deus, honrai o rei.  Servos, sede submissos, com todo o temor ao vosso senhor, não somente se for bom e cordato, mas também ao perverso;  porque isto é grato, que alguém suporte tristezas, sofrendo injustamente, por motivo de sua consciência para com Deus.” – 1 Pedro 2:11-19
Estas palavras como muitas outras de igual teor nas Escrituras ditam qual deve ser o nosso comportamento em face das conspirações que sempre existiram nos bastidores do poder para o benefício de uns poucos em detrimento de muitos.
É com fé em Deus, paciência na tribulação, confiando nossas almas em meio ao sofrimento ao bom Criador, na prática do bem, por um comportamento justo e santo, que devemos empreender a nossa jornada neste mundo, sem nos envolvermos em revoluções e outros tipos de confrontação do poder constituído, em razão da utopia de tentar criar um mundo melhor para nós e nossos filhos.
Deus sempre esteve e continua no controle de tudo o que ocorre no mundo, e é nisto que deve se basear a nossa tranquila confiança, pois tudo coopera para o bem dos que amam a Deus, conforme afirmado nas Escrituras.
Ele nos dará paz no meio dos conflitos que o diabo e os homens possam criar neste mundo.

Fonte:http://estudos.gospelmais.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário