Menu

CONFIRAM AS PRÓXIMAS PROGRAMAÇÕES DE NOSSA CONGREGAÇÃO, VISUALIZANDO A AGENDA NO FINAL DA PAGINA

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Escola a Serviço do Inferno

Tudo o que aqueles que estão empenhados em consolidar a Nova Ordem Mundial possam utilizar para atender aos seus interesses eles utilizarão, e se ocuparão em tratar de esconder tudo aquilo que possa atrapalhar os seus planos.

Quando Darwin escreveu sua teoria sobre a evolução – veja, é teoria e não ciência comprovada – eles viram uma grande oportunidade de conduzir a humanidade ao ateísmo, ou quando muito isto serviria para gerar muita desconfiança sobre a verdade de que Deus é o Criador. Eles estão interessados num mundo sem Deus e que nega a Deus, porque suas vidas, práticas e valores são exatamente o oposto dos de Deus, e eles são em sua grande maioria satanistas, mas não declaradamente, pois são lobos em pele de cordeiro.

Muita gente não sabe que vozes de cientistas que se levantaram contra a teoria ateísta de Darwin foram silenciadas e tudo o que a mídia da época fez, naqueles dias em que não havia toda esta difusão tecnológica, foi represar estas vozes contrárias à teoria, e derem muita ênfase e expansão ao que era do interesse dos senhores do mundo que a tudo controlavam, segundo a agenda dos chamados Illuminatis.
Outro fato muito importante que não veio a público foi o testemunho do próprio Darwin que, em seus últimos dias, disse estar profundamente arrependido do que havia escrito.

“Em 1968, o escritor John Meyers lançou um livro chamado “Vozes à beira da eternidade”. Neste livro, o escritor trouxe depoimentos de pessoas famosas que estavam no leito de morte. Lá há depoimentos de gente famosa, como Voltaire, David Hume e, adivinhem, Charles Darwin. No capítulo que trata da morte do evolucionista, John Meyers traz os relatos de uma senhora chamada Lady Hope de Northfield. Essa senhora, vizinha do naturalista, conta que Darwin, vendo a morte chegar, dizia estar profundamente arrependido do que escrevera. Dizia que as pessoas haviam entendido mal suas palavras e feito delas uma religião. Ela também conta de Darwin lia muito a carta de Paulo aos Romanos e queria, antes de morrer, que cristãos se reunissem em sua casa para um culto com ele. O primeiro a negar sua teoria foi o próprio criador dela!
Não é pavorosa a morte? Diante dela, todas as nossas certezas se desfazem como uma névoa no vento.”
Suas palavras não poderiam ser divulgadas porque o mundo sem Deus, conforme proposto pelos seguidores de Darwin, e que é do interesse dos proponentes da Nova Ordem Mundial, não somente foi traduzido na teoria comunista, como levado à experiência prática em países em que foi introduzido o laboratório da experiência comunista, especialmente, Rússia e China.
Mas a intenção é espalhar isto por todo o mundo, e não será feito pela força das armas como naqueles países, mas no ensino nas escolas de que não há um Criador, que tudo veio de uma evolução espontânea e natural a partir do que chamam Big-Bang.
Mentirosamente tem sido ensinado que a ideia da existência de Deus é contra o avanço da ciência, e tolhe o exercício da capacidade criativa da humanidade.
Teorias monstruosas passaram a ser criadas desde então, e nos têm conduzido ao tipo de sociedade em que vivemos, na qual, os poderosos, os senhores do mundo, movem os seus cordões conduzindo para onde bem pretendam as suas marionetes que dão crédito às suas mentiras enganosas.
O resultado de tudo isto foi profetizado pelo apóstolo Paulo há muito tempo atrás:

“Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus,” – 2 Tim 3. 1-4
Fonte:http://estudos.gospelmais.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário