Menu

CONFIRAM AS PRÓXIMAS PROGRAMAÇÕES DE NOSSA CONGREGAÇÃO, VISUALIZANDO A AGENDA NO FINAL DA PAGINA

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

“Vós sois de Cristo.” (I Cor 3,23)

“Vós sois de Cristo.” Vós sois dele por doação, pois o Pai vos deu ao Filho; sois dele, comprados com seu sangue, pois se lhe foi imputado o preço da vossa redenção; sois dele por dedicação, pois fostes consagrados a ele; dele por parentesco, pois sois chamados pelo seu nome e feitos um de seus irmãos e co-herdeiros.
                                       
Trabalhai de modo prático para mostrar ao mundo que sois o servo, o amigo, a noiva de Jesus. Quando tentados a pecar dizei: “Eu não posso fazer tamanha perversidade, porque eu sou de Cristo.” Princípios imortais proíbem um amigo de Cristo pecar. Quando a riqueza estiver diante de vós para ser ganha através do pecado dizei que sois de Cristo, e não a toqueis. Estais expostos a dificuldades e perigos? Permanecei firmes no dia mau, lembrando-vos que sois de Cristo. Estais entre os ociosos que sentam-se de braços cruzados, sem fazer nada? Levantai-vos para o trabalho com todas as vossas forças, e quando o suor cair pela vossa testa, e fordes tentados a parar, dizei, “Não, eu não posso parar, porque eu sou de Cristo.
Se eu não tivesse sido comprado com o seu sangue, eu poderia ser como Issacar, agachado entre dois fardos; mas eu sou de Cristo, e não posso demorar-me.” Quando o canto de prazer da sereia vos tentar a sair do caminho certo, respondei. “a tua música não pode encantar-me; eu sou de Cristo”. Quando a causa de Deus vos convidar, dai os vossos bens e entregai-vos vós mesmos, porque sois de Cristo. Nunca negueis a vossa profissão. Sede sempre um daqueles cujas maneiras são cristãs, cujo discurso é como o do Nazareno, cuja conduta e conversa são tão impregnadas do céu, que todos que vos verem saberão que sois do Salvador, reconhecendo em vós as feições do amor dele e seu semblante de santidade. Dizer “Eu sou um romano!” era antigamente uma razão para integridade; muito mais, então, seja o vosso argumento para a santidade: “Eu sou de Cristo!”
Texto de Charles Haddon Spurgeon, Traduzido por Iza Rainbow
Fonte:http://estudos.gospelmais.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário