Menu

CONFIRAM AS PRÓXIMAS PROGRAMAÇÕES DE NOSSA CONGREGAÇÃO, VISUALIZANDO A AGENDA NO FINAL DA PAGINA

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Regeneração

São poucas as pessoas que sabem que, para alcançar o céu é necessário nascer duas vezes neste mundo. O primeiro nascimento é natural, do qual todos os homens são participantes, mas o segundo nascimento é espiritual, e nem todos chegam a nascer esta segunda vez, pela qual nos é dado acesso ao reino do céu.
Se a lagarta morrer antes de virar crisálida, ela não poderá se transformar em borboleta; de igual modo, se o homem morrer sem passar pela experiência deste segundo nascimento, ele não pode voar para dentro do reino de Deus.

Na verdade, desde o primeiro casal formado no Jardim do Éden, Deus iniciou a nova criação espiritual, e um dos seus primeiros integrantes foi Abel, filho de Adão e Eva, e esta ainda se encontra em pleno curso pelos filhos que são gerados para Deus, por meio da fé nEle.
É a isto que o apóstolo Tiago se refere em sua epistola, ao dizer: “Segundo a sua própria vontade, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como que primícias das suas criaturas.” (Tiago 1.18)
Na verdade, o que ocorre é uma ressurreição espiritual, um novo nascimento de quem estava morto em delitos e pecados. Em Cristo, o pecador sai da morte espiritual para renascer numa nova vida que é eterna.

Daí o apóstolo Paulo ter afirmado o seguinte: “Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” (II Coríntios 5.17), ou seja, faz parte desta nova criação espiritual que Deus está fazendo em meio ao mundo natural ao longo dos séculos. Esta nova criação somente será concluída quando o número dos salvos estiver completo, o qual é conhecido tão somente pelo Senhor.
O apóstolo João se refere aos que são gerados de tal forma, com as seguintes palavras: “os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.” – (João 1.13)
Estando de posse destas informações podemos entender melhor o diálogo que foi travado entre nosso Senhor e Nicodemos:
“Respondeu-lhe Jesus: Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.
Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? porventura pode tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?
Jesus respondeu: Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te admires de eu te haver dito: Necessário vos é nascer de novo.
“O vento sopra onde quer, e ouves a sua voz; mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito.” – (João 3.3-8)
Desde o Velho Testamento, Deus havia prometido este novo nascimento; daí Jesus ter repreendido a ignorância de Nicodemos sobre este assunto, apesar de ser um mestre religioso em Israel.
“E dar-vos-ei um coração novo, e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei da vossa carne o coração de pedra, e vos darei um coração de carne.”- (Ezequiel 36:26)
Somos informados que este novo nascimento é produzido pelo Espirito Santo, para que alcancemos a condição de sermos espirituais, pois é dito que o que é nascido da carne é carne, e espiritual é somente aquele que é nascido do Espírito Santo. E também, que permanece debaixo da vontade de Deus gerar este novo nascimento, porque somente Ele sabe quem será gerado de novo pelo Espirito.
Esta regeneração, assim como quando uma criança é trazida do ventre de sua mãe para a luz do mundo, ocorre uma única vez, no momento mesmo em que a pessoa se converte a Cristo, e é justificada e perdoada de seus pecados.
Por ela há uma transformação muito grande no coração que é regenerado (nascido de novo) que passa agora a se inclinar para Deus e adorá-Lo, bem como a amar Seus mandamentos; e por outro lado, a odiar toda forma de pecado.
A consciência é mais do que despertada na regeneração, pois é vivificada pelo Espírito Santo, de modo que o senso do que é aprovado e do que é reprovado por Deus é restaurado.
A fé que passa a habitar no coração regenerado leva-o a compreender as coisas relativas ao reino de Deus, e mesmo aquilo que não pode ser visto ou ouvido pelos sentidos naturais, passa a ser conhecido em espírito pelo crente.
Na regeneração Deus começa a destruir tudo o que pertence ao velho homem, e começa a formar um novo homem semelhante a Cristo.
Fone:http://estudos.gospelmais.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário