Menu

CONFIRAM AS PRÓXIMAS PROGRAMAÇÕES DE NOSSA CONGREGAÇÃO, VISUALIZANDO A AGENDA NO FINAL DA PAGINA

sábado, 30 de janeiro de 2016

Desperta, Tu que Dormes!

Vinte centavos. Esse foi o estopim que detonou protestos em São Paulo na metade de 2013 e que se espalharam por várias cidades brasileiras. Nas redes sociais, hashtags sinalizavam que uma onda de indignação varria o país, a maior nas últimas duas décadas. #OGiganteAcordou

Não quero discutir o rumo (ou “a falta de”) que as manifestações tomaram. Ao refletir sobre o momento atual da Igreja, meu coração ficou inquieto. Permitam-me compartilhar alguns pensamentos.
Como resposta às orações de muitos crentes fiéis, o evangelho se espalhou no país e o rebanho experimentou altíssimas taxas altas de crescimento. Segundo José Eustáquio Diniz Alves, professor da Escola Nacional de Ciências Estatísticas, do IBGE, os evangélicos ultrapassarão o número de católicos em 2040.
É com grande alegria que ouço inúmeras histórias emocionantes de vidas transformadas, mas creio que a aglutinação de conversões também deveria produzir mudanças em larga escala. Explico: a população evangélica aumentou, mas a presença desse sal não é percebida em muitas áreas importantes da vida da nação. Triste lembrar que vozes exaltadas geralmente indicam destempero.
O capítulo 25 de Mateus revela um parentesco perturbador dos excluídos (em suas variadas formas): são irmãos de Jesus. “O que vocês fizeram a algum dos meus menores irmãos, a mim o fizeram”. Qual o grau de prioridade que esse tipo de serviço ocupa em nossas comunidades tantas vezes voltadas para si mesmas? #VemPraRua.
Vinte centavos. Esse foi o estopim que detonou protestos em São Paulo na metade de 2013 e que se espalharam por várias cidades brasileiras. Nas redes sociais, hashtags sinalizavam que uma onda de indignação varria o país, a maior nas últimas duas décadas. #OGiganteAcordou
Não quero discutir o rumo (ou “a falta de”) que as manifestações tomaram. Ao refletir sobre o momento atual da Igreja, meu coração ficou inquieto. Permitam-me compartilhar alguns pensamentos.
Como resposta às orações de muitos crentes fiéis, o evangelho se espalhou no país e o rebanho experimentou altíssimas taxas altas de crescimento. Segundo José Eustáquio Diniz Alves, professor da Escola Nacional de Ciências Estatísticas, do IBGE, os evangélicos ultrapassarão o número de católicos em 2040.
É com grande alegria que ouço inúmeras histórias emocionantes de vidas transformadas, mas creio que a aglutinação de conversões também deveria produzir mudanças em larga escala. Explico: a população evangélica aumentou, mas a presença desse sal não é percebida em muitas áreas importantes da vida da nação. Triste lembrar que vozes exaltadas geralmente indicam destempero.
O capítulo 25 de Mateus revela um parentesco perturbador dos excluídos (em suas variadas formas): são irmãos de Jesus. “O que vocês fizeram a algum dos meus menores irmãos, a mim o fizeram”. Qual o grau de prioridade que esse tipo de serviço ocupa em nossas comunidades tantas vezes voltadas para si mesmas? #VemPraRua
Fonte:http://estudos.gospelmais.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário