Menu

CONFIRAM AS PRÓXIMAS PROGRAMAÇÕES DE NOSSA CONGREGAÇÃO, VISUALIZANDO A AGENDA NO FINAL DA PAGINA

terça-feira, 26 de abril de 2016

A Beleza Perfeita da Vida

“Sacia-nos de manhã com a tua benignidade, para que cantemos de júbilo e nos alegremos todos os nossos dias.” (Salmo 90.14)
Moisés viu, com profundo pesar, que a grande multidão que saiu do Egito, teria que morrer no deserto. Todos os dias havia muitos funerais, para uma grande multidão de homens, mulheres e crianças que tiveram que ser enterrados no deserto. E lágrimas de tristeza e simpatia devem continuamente ter ficado nos olhos do grande líder dos filhos de Israel. Depois de falar sobre os seus dias sendo passados debaixo da ira de Deus, Moisés fez uma oração que, dadas as circunstâncias, era a mais natural e mais sábia. Foi em substância isto: “Senhor, se devemos morrer no deserto. Se toda esta geração (exceto Calebe e Josué) deve morrer no deserto, então, de alguma maneira, dá-nos a plenitude do seu favor agora, para que possamos passar todos os nossos dias – ainda que poucos ou muitos – em alegria e regozijo “. Agora, vendo que todos nós, também, estamos morrendo, e quer seja jovem ou velho, que, também, devem ser transportados para o túmulo a não ser que o Senhor volte antes, esta me parece ser uma oração muito sábia para que a façamos: “Senhor, satisfaça-nos nos com a Tua misericórdia agora, para que possamos não perder mais da nossa vida na insatisfação pecaminosa, mas que a partir desta hora até o último momento da nossa vida, que ela possa ser preenchida com o seu favor, e assim possamos nos alegrar e ser felizes todos os nossos dias.
I. Só por um minuto ou dois, eu quero, em primeiro lugar, mostrar que Moisés tem colocado diante de nós o “BEAU IDEAL” da vida.
Se alguém pudesse ter apenas a vida que desejasse, ele poderia desejar algo melhor do que ser saciado com o favor de Deus? Não seria uma coisa muito agradável, se toda a sua vida pudesse ser gasta exatamente como deveria ser, e que pudesse ser gasta no gozo do mais alto grau de felicidade de que fôssemos capazes de ter? “Oh satisfaça-nos”, é a oração do texto. “Satisfaça-nos de madrugada com a sua misericórdia.”
Se o jovem, em vez de buscar algo que ele ainda continuará buscando caso seja poupado para chegar ao auge da vida, e ainda estará buscando quando seus cabelos forem brancos, ele poderia obtê-lo imediatamente. Se ele pudesse conseguir algo que imediatamente preenchesse sua alma e torná-lo grato e alegre, não seria uma grande bênção para ele, principalmente se pudesse fazê-lo, como diz Moisés: “cedo”, em breve, no início de sua vida? Muitos homens, mesmo os bons homens, têm desperdiçado o início da manhã de seus dias. E alguns já tiveram a experiência dolorosa de olhar para trás, na parte da tarde da vida, sobre a melhor parte do seu dia e até mesmo o meio-dia, tudo se foi e tem sido para eles só noite e, às vezes, apenas uma curta noite para gastar na total satisfação e alegria real. É uma pena que a vida de tantos cristãos deve, para todos os efeitos práticos, ser influente no final de sua estada na terra, que, tanto no que concerne à sua influência sobre os outros, eles devem ser apenas como a vela que colocamos no candeeiro, mas toda a sua vela nunca tem sido consumida para dar luz no santuário de Deus. É uma coisa a se desejar além da medida que, desde o primeiro ao último da vida, a bênção de Deus deve repousar sobre nós e que devemos desfrutar de paz e felicidade sem a mistura do sofrimento que é causado pelo pecado. Isso, como eu disse, parece-me ser o “beau ideal” da vida, e eu acho que todos os cristãos, pelo menos, concordarão comigo.
É uma má maneira de construir uma casa ter uma falha no alicerce, porque, embora sejamos cuidadosos, em construir a edificação, nunca poderemos ter um edifício satisfatório por causa da falha que está na base. Em contraste com este tipo de construção, seria uma coisa abençoada ter tanta graça e tanta sabedoria, uma vez que o primeiro ato do alicerce da casa da nossa vida deve ser colocado, e que todo o edifício seja para o louvor e glória de Deus! Acho que este é o significado da oração do texto, “O satisfaça-nos de madrugada com a tua benignidade, para que nos regozijemos e nos alegremos todos os nossos dias.”
II. Em segundo lugar, consideremos como algumas pessoas tentam alcançar este “beau ideal” da vida,
Os sacerdotes de Baal clamaram à sua imagem sem vida. “Oh satisfaça-nos”. E este é o clamor de muitos ainda hoje, mas desdenham o único alimento que iria satisfazer seus desejos.
Jovens sábios não pedem a misericórdia de Deus apenas como uma espécie de pensão para a velhice, mas para tê-lo agora. Não há nada de errado em querer ser feliz. Não há nada de errado em fazer a oração: “Ó satisfaça-nos cedo”.
Muitos tentaram se satisfazer por ganharem dinheiro. Este é um exercício em que o homem pode legalmente se envolver, se não é o principal objetivo de sua vida, como muitos costumam fazer. Muitos acreditaram que ficariam satisfeitos quando tivessem juntado uma certa quantia, mas não ficaram. Pergunte a um rico se ele está plenamente satisfeito com o que ele fixou como o limite do que deveria adquirir?
Outros têm buscado a sua satisfação na fama. Todos nós gostamos de respeito, estima e honra. É falso para qualquer homem dizer que ele não gosta de elogios. Alguns homens, para ganharem honra e distinção se fizeram, de várias maneiras, escravos de si mesmos. Supõem que, se pudessem, obter a honra de um grau na universidade, ou a de uma certa posição na profissão, ou até mesmo na igreja, eles ficariam satisfeitos. Mas nenhum homem jamais ficará sempre satisfeito com honras. Elas são como um sopro de vento que nunca pode preencher uma alma imortal.
Outros disseram: “Mas certamente há algo sólido e satisfatório na aprendizagem.” Bem, não há mais a ser dito sobre isso do que para qualquer uma das outras coisas que eu mencionei antes e, tanto quanto ao que me concerne, eu preferiria buscar satisfação em minha biblioteca do que nos salões de mármore dos ricos ou nas cortes dos reis! Estudar, ler, fazer descobertas, para equipar o cérebro, para enriquecer a mente – há algo de valor em tudo isso, mas Salomão, que realizou isto tão longe quanto poderia ser realizado em seus dias, registrou seu veredicto muito enfático a respeito: “Muito estudar é enfado da carne.” “Vaidade das vaidades, tudo é vaidade”. Porque a sepultura nivelará todos os homens quanto a este aspecto. Tanto o mais sábio dos homens quanto o mais rude camponês.
Outros buscam a satisfação no prazer. Posso estar abordando algum jovem que diz: “Eu não me importo com riquezas. Nunca vou me dar ao trabalho de adquiri-las. Ao contrário, eu adoro gastar! Vou usar os bens do meu pai.” Há alguns homens que são muito proficientes em dispersar o que outros juntaram com grande diligência. Essas pessoas dizem a respeito do estudo: “Vamos sair destas salas lotadas para o ar fresco e puro! Queremos ir para o prazer e nos divertir enquanto podemos.” Isso parece, à primeira vista, como se fosse uma coisa prudente a fazer. Mas lembre-se do que Salomão diz a respeito de outras pessoas que buscam o que eles chamam de prazer:
Prv 23:29 Para quem são os ais? Para quem, os pesares? Para quem, as rixas? Para quem, as queixas? Para quem, as feridas sem causa? E para quem, os olhos vermelhos?
Prv 23:30 Para os que se demoram em beber vinho, para os que andam buscando bebida misturada.
O que será da pessoa que viveu na tolice da busca do prazer quando vier a morrer? Da pessoa que vive sem Deus, sem Cristo, qual será sua esperança na sua morte? E a Verdade de Deus virá à sua casa e a ruína eterna da sua alma será o custo da sua tolice!
Se você percebesse o que este tipo de “prazer” significa, você não teria nada a ver com isso!
III. Agora, para encerrar o meu discurso, eu quero dizer a você onde a satisfação real pode ser encontrada. Isto vem em resposta à oração do texto. “Oh satisfaça–nos de madrugada com a tua benignidade, para que nos regozijemos e nos alegremos todos os nossos dias.”
Deixe-me tentar ensinar-lhe, tão claramente quanto possível, o caminho para encontrar a satisfação sólida. Amigo, você é jovem e a vida está diante de você. Você ficaria contente em fazê-la uma vida plena, completamente feliz. Comece, então, a perceber que não seria necessário que você buscasse a satisfação de Deus, caso fosse um animal, porque poderia ser facilmente satisfeito. Ovelhas e bois estão perfeitamente satisfeitos se você colocá-los num campo onde haja abundância de grama. Eles nunca clamariam: “Oh satisfaça-nos”, porque comem tanto quanto precisam e, em seguida, ficam perfeitamente satisfeitos. Mas, apesar de colocado num mundo de beleza maravilhosa e que, como um homem, você foi feito capaz de grande felicidade, no entanto, não a tem obtido! Então, comece a sua busca da felicidade por meio da confissão de que você é uma criatura caída. Você perdeu a joia inigualável da inocência. Seu primeiro pai, Adão, a perdeu como seu representante e você a tem perdido também em sua própria conta. Se você não tivesse perdido, não precisaria orar a Deus: “Oh satisfaça-nos de madrugada com a sua misericórdia”, porque você já estaria satisfeito! Adão estava satisfeito durante o tempo em que não havia pecado contra Deus, e você, também, ficaria satisfeito se não houvesse pecado em você. Que esta confissão seja feita por cada um de vocês: “Senhor, eu estou insatisfeito porque eu não sou santo. Não tenho alcançado a satisfação porque eu não alcancei a perfeição.”
Então, lembre-se que sempre para você obter satisfação, você terá que fazê-lo a partir de Deus, e ela deve vir dEle como o dom da Sua misericórdia. O texto diz: “Oh satisfaça-nos de madrugada com a sua misericórdia.” Deus nos fez de tal maneira que não podemos viver sem ele. É ao mesmo tempo uma bênção e uma maldição que seja assim, é uma bênção que não pode ser satisfeita sem Deus, porque a necessidade nos ajuda a buscá-lo, mas é uma maldição, se continuarmos a tentar ser satisfeitos sem Ele. À medida que o planeta precisa do sol, o homem precisa do seu Deus. Como o olho não é nada sem a luz, o seu espírito não é nada sem Deus. Você deve ter Deus!
No entanto, até agora, alguns de vocês nem sequer pensou nele. Conseguir o que você precisa tem ocupado até aqui toda a sua atenção! Mas, quanto a Deus, talvez você não tenha pensado nele, ou se pensou, foi apenas para desejar que Deus não existisse. O pensamento de Deus tem sido um assunto problemático para você, você gostaria de poder bani-lo completamente de sua mente. Mas, meu amigo, se você está procurando obter satisfação, este estado de coisas deve ser alterado! Você deve reconhecer que, como criatura, deve estar em paz com o seu Criador. Eu não peço que você tome minha palavra para esta afirmação, mas eu lhes exorto a examinarem as Escrituras para ver se não é assim que está registrado na Bíblia. Lá você vai aprender que até a luta entre você e Deus terminou, quando você se submeteu a Ele.
Não se esqueça que você não pode voltar a Deus a menos que Ele lhe mostre a sua misericórdia! Se você recorrer à Justiça Divina, você vai achar que ele deve puni-lo, porque, jovem como você é, você quebrou a santa Lei de Deus.Você cometeu pecados que provocaram o Senhor à ira, e antes que você possa ser reconciliado com Ele e ter o Seu amor derramado em seu coração, os pecados devem ser perdoados. Eles podem ser perdoados, porque Deus se deleita na misericórdia! Eles podem ser perdoados agora, pois Ele espera ser gracioso. Eles podem ser perdoados, sem dinheiro e sem preço, pois ele livremente perdoa todos aqueles que depositam sua confiança em Jesus Cristo, Seu Filho!
Mas suponha que seus pecados passados fossem todos perdoados? Você não poderia, mesmo assim, obter satisfação, porque ainda estaria em você uma tendência natural para o pecado. Vocês podem, todos vocês, pecar sem serem ensinados a fazê-lo. Não há necessidade de fundar uma instituição com o objetivo de ensinar a prática do vício, ou empregar agentes para excitar os homens a cometer crime, porque o viés natural do coração humano se encontra nessa direção! Agora, enquanto você ama o pecado e seu coração tem uma inclinação para o mal, Deus e você não podem andar juntos. Milhares de anos atrás Ele fez a pergunta: “Andarão dois juntos se não estiverem de acordo?” É necessário, portanto, que deve haver uma mudança completa em sua natureza, pois ele nunca pode estar contente como ela está. Tudo o que Deus pode dar, mesmo se fosse para dar-lhe o céu, em si, a sua natureza nunca estaria satisfeita enquanto ela permanecesse como se encontra agora. Sua natureza está enferma e precisa ser curada, caso contrário ele vai ficar com você como estaria com um homem doente.
Assim é com a enfermidade do seu espírito. Você deve acertar com Deus, ou, como o próprio Cristo o coloca, você deve nascer de novo. Agora, se você pudesse ser feito uma nova criatura com uma vontade perfeitamente conforme à vontade de Deus, com um coração que amasse o que Deus ama e odiasse o que Deus odeia, com um espírito tão puro quanto o próprio Deus, e que, com a mente buscasse somente pureza e abominasse tudo o que é mal, e se, além disso, todos os seus pecados passados pudessem ser perdoados, isso não seria uma grande coisa abençoada? Há muitos que viveram uma vida de crime e vergonha, que, quando veem um menino de cabelos encaracolados ajoelhar para dizer suas orações aos pés de sua mãe, eles se lembram de quando fizeram o mesmo e desejam que eles pudessem ser colocados em um moinho e serem moídos para serem feitos jovens novamente. Esse é o tipo de coisa que lhe daria satisfação, e isso é exatamente o que Jesus Cristo veio para fazer por aqueles que acreditam nEle, pois Ele veio ao mundo para “salvar o seu povo dos seus pecados.” Ou seja, não apenas para salvá-los de serem punidos pelo pecado, mas para livrá-los do pecado em si! Ele pode dar a vocês, meus amigos, um novo coração e um espírito reto. Ele diz: “Eis que faço novas todas as coisas”, e aqueles que creem nEle são feitos novas criaturas em Cristo Jesus!
“Oh”, diz alguém, “Eu gostaria de ser uma nova criatura em Cristo.” Por que você não seria? Aquele que crê em Jesus tem o testemunho do Espírito dentro de seu coração e este é um sinal claro de que ele é uma nova criatura em Cristo, porque o primeiro resultado da regeneração é a verdadeira fé salvadora! Então, se você confiar em Jesus, isso é uma prova positiva de que você é nascido de novo. Então veja o que virá dessa grande mudança. Você vai começar a sua nova vida com uma nova natureza, uma natureza que ama a Deus e odeia o mau caráter ,que anseia pela conformidade com a vontade de Deus! Você vai começar sua nova carreira “aceito no Amado”, com uma vida dentro de você que nunca pode morrer e com o perdão concedido a você que nunca pode ser revertido! Você será tão completamente salvo que nunca voltará às velhas loucuras e pecados em que viveu anteriormente porque não será salvo porque alguém lhe convenceu a viver de uma forma diferente, mas porque foi feito completamente uma nova criatura !
“O quê?” Alguém pergunta: “Serei perfeito quando essa mudança ocorrer?” Não, há uma natureza em você que ainda permanecerá e com o qual você vai ter que lutar. Mas a nova vida, que Cristo lhe dará, irá permitir que você a vença. “Bem”, diz alguém, “Eu não vejo como isso pode me trazer satisfação.” Mas vai! Este é um grande mistério, mas é uma grande verdade de Deus. Possivelmente você está insatisfeito, porque não pode encher o conteúdo do seu bolso até a altura dos seus desejos. Mas se você levar seus desejos ao nível dos conteúdos do seu bolso, você ficará satisfeito com o que você tem agora! Você não pode obter tudo o que quiser, mas suponha que seus desejos sejam reduzidos às suas reais necessidades? Como será então? Você não pode esperar, neste momento, ter tudo o que seu coração deseja, mas suponha que o seu coração seja renovado pela graça de modo que Deus fez um ajuste – não seria este o modo para obter a sua satisfação? E se não podemos mudar as nossas circunstâncias externas, é melhor nos contentarmos com coisas que temos.
Nós nascemos em um mundo onde há muito pecado e muita tristeza, onde nenhum homem pode ter tudo o que ele deseja e é uma grande coisa quando nossos desejos são alterados, os nossos desejos se modificam e nos tornamos completamente diferentes do que costumávamos ser! Este é o caminho que conduz à satisfação! Algumas pessoas parecem pensar que se tivessem o que eu tenho, que ficariam perfeitamente contentes. Mas estou certo de que se tivessem, ficariam totalmente insatisfeitos com a minha porção! No entanto, estou perfeitamente satisfeito com ela, não perfeitamente satisfeito comigo mesmo, por que eu nunca vou estar, enquanto eu estiver aqui, mas eu estou perfeitamente satisfeito com o que Deus faz por mim e comigo. Esta é a satisfação que todo crente no Senhor Jesus Cristo tem o direito de desfrutar!
Ele é levado, pela graça de Deus, a tal estado de espírito que a alegria dos outros é a sua alegria, e o sofrimento dos outros é a sua tristeza. E ele não gostaria de renunciar a este alargamento e expansão da sua mente. A Graça de Deus o colocou em tal condição de coração e alma que, na terra ou no mar, em um leito de enfermidade ou andando com toda saúde, ele diz: “Está tudo bem, porque o meu Pai ordenou tudo isso. Ele dá ou Ele tira. Ele mata, ou faz viver, e como ele faz isso, está tudo bem e eu estou perfeitamente satisfeito com ele, e enquanto eu viver, vou bendizer o seu santo nome.” Agora, este é o homem verdadeiramente feliz e esta é a única maneira de ser verdadeiramente feliz! Confiança em Jesus, descansar completamente nele e Ele vai renovar seu espírito e mudar seu coração, e com essa mudança de coração Ele vai lhe dar capacidade para a felicidade que você nunca poderia ter de qualquer outra forma!
Queridos jovens amigos, o caminho da mais alta felicidade é o caminho da absoluta confiança em Jesus, entregando-se à renovação do Espírito Santo, que pode nos tornar novas criaturas em Cristo Jesus! Que Deus, em sua infinita misericórdia, conceda que esta grande obra da Graça possa ser operada em todas as almas não salvas nesta reunião antes de deixarmos o edifício! E sucederá caso você simplesmente confie no trabalho consumado do Senhor Jesus Cristo, que Ele irá tomá-lo pela mão e fazer novas todas as coisas para você. Que Deus o conceda por amor do seu querido filho! Amém.
Tradução, adaptação e redução do sermão de nº 2987 de Charles Haddon Spurgeon, elaboradas pelo Pr Silvio Dutra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário