Menu

CONFIRAM AS PRÓXIMAS PROGRAMAÇÕES DE NOSSA CONGREGAÇÃO, VISUALIZANDO A AGENDA NO FINAL DA PAGINA

terça-feira, 2 de agosto de 2016

NÃO UM COLCHÃO, MAS UMA CRUZ

“… Se alguém quer vir após mim[…] dia a dia tome a sua cruz…”Lc 9.23
Para gerar medo nas pessoas, os romanos instalaram processos de tortura. A morte por cruz era um deles. A cruz simbolizava vergonha, culpa e rejeição. A frase que os soldados diziam aos condenados era: “Tome a sua cruz!” Talvez a mesma frase que Jesus tenha ouvido. E assim ele fez, carregou a cruz da humilhação, foi exposto à vergonha e morreu para libertar seu povo da escravidão do pecado, do domínio de Satanás e do poder da morte.
Tomar a cruz significa caminhar para a morte. Essa é a frase com que ele convida seus discípulos a seguirem-no. Jesus não faz promessas falsas, de vitória financeira, de sucesso profissional, de vida próspera. O símbolo que Jesus usa para explicar o discipulado e a vida cristã não é uma cama confortável, mas um instrumento pesado de morte feito de madeira. Não é um colchão, mas uma cruz. Carregar a cruz significa estar identificado com Jesus em sua renúncia, sofrimento e sacrifício.
O chamado para o discipulado é a proposta de uma vida sacrificial, de esvaziamento do nosso eu. “Morra para si mesmo.” Temos de fazer isso diariamente. Carregar a cruz todos os dias faz coro a negar-se a si mesmo. Carregar a cruz é um chamado à morte do eu dominante e dominado pelo pecado. Tomar a cruz é matar a vida subjugada pelo nosso ego e adotar um estilo de vida pautado pelo amor a Deus e aos outros.
Referência para leitura: Lucas 9

Nenhum comentário:

Postar um comentário