Menu

CONFIRAM AS PRÓXIMAS PROGRAMAÇÕES DE NOSSA CONGREGAÇÃO, VISUALIZANDO A AGENDA NO FINAL DA PAGINA

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

O evangelho dado ao povo

“Assim, pois, com muitas outras exortações anunciava o evangelho ao povo” Lc 3.18
Depois de quatrocentos anos de silêncio profético, a palavra de Deus veio a João, filho de Zacarias, no deserto. A palavra de Deus não veio a Tibério César em Roma nem a Pilatos em Jerusalém. Não veio a Herodes na Galileia nem aos sacerdotes no templo. A palavra de Deus veio a um homem estranho, com hábitos estranhos, num lugar estranho. João Batista mesmo sendo filho de sacerdote, foi profeta e sua mensagem foi altissonante, pois pregou batismo de arrependimento para remissão de pecados.
Sem arrependimento não há perdão. Sem arrependimento não há salvação. Primeiro o homem reconhece que é pecador. Depois busca refúgio no Salvador. Primeiro, sente tristeza pelo pecado, depois, experimenta a alegria do perdão. Primeiro, vira as costas para o pecado, depois, recebe o abraço da reconciliação. A mensagem de João não é arrependimento e novamente arrependimento, mas arrependimento e frutos dignos de arrependimento.
O evangelho que João Batista pregou deixa claro que aqueles que se arrependem de seus pecados e creem no evangelho são transformados e evidenciam pelas obras a sua fé. O evangelho produz mudança e transformação. O homem não pode salvar a si mesmo, mas, uma vez salvo, torna-se nova criatura, tudo se faz novo em sua vida. Você já ouviu a voz do evangelho?
Referência para leitura: Lucas 3.1-20

Nenhum comentário:

Postar um comentário