Menu

CONFIRAM AS PRÓXIMAS PROGRAMAÇÕES DE NOSSA CONGREGAÇÃO, VISUALIZANDO A AGENDA NO FINAL DA PAGINA

domingo, 23 de outubro de 2016

REAVIVAMENTO E RESTITUIÇÃO

“...resolvo dar aos pobres a metade dos meus bens; e, se nalguma coisa tenho defraudado... restituo quatro vezes mais”Lc 19.8
Quando Deus visita o seu povo com reavivamento, o resultado imediato é que pecados escondidos são confessados, práticas ocultas são abandonadas e bens roubados são restituídos. O roubo é uma ofensa ao Deus da providência e ao direito do próximo. O roubo priva o homem das torrentes benfazejas do céu. Coisas contaminadas debaixo da tenda dos santos, trazem maldição para todo o arraial.
Quando a igreja esconde suas mazelas, Deus se afasta e a igreja torna-se vulnerável a seus inimigos. O roubo é como a capa de Acã, traz juízo de Deus em vez de vitória. Esse pecado é como Baal, se interpõe no caminho das chuvas benditas do reavivamento. Quando a igreja acerta sua vida com Deus e com o próximo, então, Deus desce e restaura sua sorte.
Zaqueu, o maioral dos publicanos, ao ser salvo por Jesus, resolveu restituir o que havia defraudado das pessoas. Restituição é a prova do verdadeiro arrependimento e o verdadeiro arrependimento abre o caminho do reavivamento. Não basta apenas confessar o pecado. É necessário abandoná-lo. Não basta apenas deixar de furtar. É necessário devolver o que foi roubado. Sem restituição não há fruição. Sem integridade não há santidade. Oh, que o Espírito Santo de Deus traga convencimento de pecado a fim de que a chuva do reavivamento seja derramada sobre nós!
Referência para leitura: Lucas 19.1-10

Nenhum comentário:

Postar um comentário