Menu

CONFIRAM AS PRÓXIMAS PROGRAMAÇÕES DE NOSSA CONGREGAÇÃO, VISUALIZANDO A AGENDA NO FINAL DA PAGINA

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

A IMPORTÂNCIA DA RECONCILIAÇÃO

“deixa ali...a tua oferta, e vai conciliar-te primeiro com teu irmão, e depois vem apresentar a tua oferta.”Mt 5.24
O ressentimento, o rancor e a ira são os frutos amargos e venenosos fartamente produzidos pela árvore “não perdoou”. “Não perdoou” é de fácil cultivo e de extrema adaptação a todos os ambientes. Cresce preferencialmente em locais sem luz e de extrema frieza. Não é incomum seu cultivo por pessoas que afirmam ser seguidoras de Cristo, porém, tal prática se caracteriza como uma flagrante incoerência ao ensino do Mestre.
Quem tem dificuldade em perdoar geralmente possui um elevado conceito sobre si. Ao contemplar-se no espelho depara-se com uma figura de extrema integridade, portadora das melhores qualidades e, certamente, como o fariseu da parábola contada por Jesus (Lc 18.9-14), convicta de ser melhor do que os demais homens.
A falta de perdão e, portanto, de reconciliação, tem sido a causa de sofrimento e dor para muitas pessoas. Devemos perdoar e buscar a reconciliação com o nosso próximo, porque só assim é possível manter comunhão com Deus. Não se pode cultuar adequadamente ao Senhor enquanto se alimenta o conflito e a animosidade. O abandono da ira e da indiferença não deve ser retardado. É algo urgente e imediato. Não se deve esperar o pôr do sol (Ef 4.26).
Referência para leitura: Mateus 5.21-26

Nenhum comentário:

Postar um comentário