Menu

CONFIRAM AS PRÓXIMAS PROGRAMAÇÕES DE NOSSA CONGREGAÇÃO, VISUALIZANDO A AGENDA NO FINAL DA PAGINA

domingo, 18 de dezembro de 2016

JESUS, O SERVO SOFREDOR

“Era desprezado e o mais rejeitado entre os homens; homem de dores e que sabe o que é padecer...” Is 53.3
O profeta Isaías, setecentos anos antes do nascimento de Jesus, profetizou o seu sofrimento na cruz, mostrando que ele era desprezado e o mais rejeitado entre os homens. Seu semblante foi desfigurado, seu corpo foi ferido, sua barba foi arrancada, seu rosto foi cuspido e em sua fronte enterraram uma coroa de espinhos. O servo sofredor foi homem de dores, experimentado no sofrimento. Sua dor foi moral e física. Sua rejeição foi plena.
Foi rejeitado pelo seu povo, pois veio para os seus, mas os seus não o receberam. Foi rejeitado pelos religiosos de sua época, que lhe chamaram de blasfemo, beberrão e endemoninhado. Foi rejeitado pelas autoridades romanas, pois Herodes, o Grande, quis matá-lo na infância, Herodes Antipas escarneceu dele em seu julgamento e Pilatos condenou-o à morte de cruz.
Foi rejeitado pelas autoridades judaicas. O sinédrio forjou testemunhas falsas para acusá-lo de blasfêmia e conspiração contra Roma. Foi rejeitado pelos apóstolos. Judas o traiu, Pedro o negou e os demais o abandonaram e fugiram. Foi rejeitado pelo próprio Pai. Quando Deus lançou sobre ele as nossas iniquidades, ele sentiu o desamparo de Deus e gritou: “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?”. Oh, ele foi desamparado para sermos salvos! Que sublime amor!
Referência para leitura: Isaías 53.1-12

Nenhum comentário:

Postar um comentário