Menu

CONFIRAM AS PRÓXIMAS PROGRAMAÇÕES DE NOSSA CONGREGAÇÃO, VISUALIZANDO A AGENDA NO FINAL DA PAGINA

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

O ALTO CUSTO DO PERDÃO


“… o meu Servo, o Justo, com o seu conhecimento, justificará a muitos, porque as iniquidades deles levará sobre si” Is 53.11b

A pivô do encontro de Naamã com Deus foi uma pequena donzela israelita. Esta menina é uma escrava. Ela foi arrancada de sua terra, da casa de seus pais, para ser serva da esposa de Naamã. Você pode imaginar quão brutal e arbitrário foi o sequestro dessa menina sob as ordens do próprio Naamã? A atitude mais realista seria odiar Naamã e deixá-lo morrer. Se ela tem o conhecimento que pode curá-lo, ela também pode matá-lo se calando. Ela poderia deixar morrer o homem que causou tanto mal ao seu povo.

Mas, em vez disso ela diz: “Oxalá que o meu senhor estivesse diante do profeta que está em Samaria!” Ela deseja a cura de seu senhor. Como isso é possível? Ela o perdoou. Se alguém ofendeu você da forma como Naamã a esta menina, a única maneira possível de perdoar é através de um tipo de sofrimento. O perdão é sempre caro.

Se alguém prejudicar sua vida, você pode fazê-lo pagar ou você pode perdoar. Mas quando você perdoa, você paga. Perdoar é suportar o custo do mal que lhe causaram. O perdão é sempre muito caro. Ela pagou o preço para salvar Naamã. Por isso que essa menina aponta para Jesus. Ele se tornou um servo sofredor, prisioneiro, e foi para a cruz para morrer por nossos pecados. Ele pagou um alto custo para Deus perdoar os inimigos que ele amou.
Referência para leitura: 2Reis 5.1-19

Nenhum comentário:

Postar um comentário