Menu

CONFIRAM AS PRÓXIMAS PROGRAMAÇÕES DE NOSSA CONGREGAÇÃO, VISUALIZANDO A AGENDA NO FINAL DA PAGINA

sábado, 28 de maio de 2016

VARA DA DISCIPLINA PODE SALVAR

“Não retires da criança a disciplina... Tu a fustigarás com a vara e livrarás a sua alma do inferno”Pv 23.13,14
Esse é um tema controverso. Muitos educadores são contrários a qualquer forma de disciplina. Outros, em virtude dos excessos praticados por pais truculentos, vão para o outro extremo e defendem a completa ausência de disciplina. Será que esse preceito das Escrituras está ultrapassado? Seria esse ensino da Palavra de Deus inadequado para os nossos dias?
Primeiro, precisamos deixar claro que disciplina não é espancamento. Não é achatar a autoestima dos filhos nem humilhá-los publicamente. A disciplina é um ato responsável de amor. A criança entregue a si mesma, sem regras, sem freios e sem limites tornar-se-á um adulto mimado e indisciplinado. A vara da disciplina tem como propósito livrar a vida da criança da morte e sua alma do inferno. Um indivíduo desregrado, indisciplinado, sem domínio próprio, morre precocemente e perde não apenas sua vida, mas, também, sua alma.
A disciplina tem como propósito refrear essa tendência inata do coração humano para o que é errado. A disciplina estabelece limites, mostrando à criança, com clareza, a diferença entre o certo e o errado; entre o precioso e o vil; entre o sagrado e o profano. A disciplina é um remédio amargo, mas seu resultado é doce. No momento é motivo de choro, mas depois produz alegria e paz.
Referência para leitura: Provérbios 23.1-18

Nenhum comentário:

Postar um comentário