Menu

CONFIRAM AS PRÓXIMAS PROGRAMAÇÕES DE NOSSA CONGREGAÇÃO, VISUALIZANDO A AGENDA NO FINAL DA PAGINA

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

ORAÇÃO E RESTAURAÇÃO

“Mudou o Senhor a sorte de Jó, quando este orava pelos seus amigos; e o Senhor deu-lhe o dobro de tudo o que antes possuíra”Jó 42.10
Os amigos de Jó choraram com ele, rasgaram o manto e lançaram pó sobre a cabeça ao verem o seu sofrimento. Sentaram-se com ele sete dias e sete noites sem dizer uma palavra sequer. Porém, com o tempo tornaram-se consoladores molestos. Quiseram interpretar o seu sofrimento e concluíram, equivocadamente, que Jó sofria por supostos pecados cometidos. Atacaram-no com rigor desmesurado. Chamaram-no de adúltero e ladrão. Acusaram-no de enriquecimento ilícito.
Massacraram Jó impiedosamente. Ao longo do livro, Jó se defendeu das falsas acusações. Porém, no final de sua saga, Jó interrompe o processo de autodefesa e entra na brecha da intercessão em favor de seus amigos. Quem se defende pode nutrir mágoa no coração, mas quem intercede não pode abrigar rancor. Deus restaurou a sorte de Jó, quando este orava pelos seus amigos.
Quando oramos, Deus cura o nosso coração ferido e cura os relacionamentos estremecidos. A oração é terapêutica em seus efeitos. O caminho da cura não é o da acusação nem mesmo o da defesa, mas o caminho da intercessão. Deus trabalha por nós e em nós através da oração. Deus restaura a nossa sorte quando nos colocamos na brecha em favor daqueles que nos ferem com suas palavras e nos esmagam com o seu juízo. Pela oração somos curados e restaurados!
Referência para leitura: Jó 42.1-10

Nenhum comentário:

Postar um comentário